Translate

4 de julho de 2017

PINTURAS DE RETRATOS - ANTON EBERT




PINTURAS DE RETRATOS



Os Retratos do Artista Anton Ebert




"Beleza Mediterrânea"



Música: Sonata para Piano e Violino N. 1 - Op. 78 - Brahms
Johannes Brahms: compositor alemão (1833-1897)


















"Imperatriz Sissi da Áustria"
"Imperatriz Sissi "

"Imperatriz Sissi " (detalhe da pintura acima)

"Imperatriz Sissi " (detalhe)





"Dama com Vestido Azul e Chapéu"


"Retrato de Uma Dama"












"Retrato de Uma Jovem Espanhola"




Anton Ebert 

"Anton Ebert, foi um pintor famoso por suas pinturas de retratos e paisagens. Ele nasceu em Kladruby, na Boemia, região entre a Alemanha e a atual a República Tcheca, em 29 de Junho de 1845 e faleceu em Viena, Áustria, em 16 de Junho de 1896. 
Ebert estudou pintura na Academia de Belas Artes de Praga e continuou seus estudos em particular com Ferdinand Georg Waldmüller, em Viena onde foi criado.
Depois de várias viagens de estudo Ebert trabalhou como pintor de retratos em Viena. Retratou muitas mulheres em seus trajes típicos e crianças. Entre outros retratos em miniatura, ele retratou Franz Joseph I. Nos últimos anos, Ebert também produziu pinturas de paisagens ao redor de Viena.
fonte: https://de.wikipedia.org/wiki/Anton_Ebert

27 de novembro de 2016

ARTE ALEMÃ - WILHELM BRUCKE - PINTURA ACADÊMICA




PINTURAS ACADÊMICAS ALEMÃES


Wilhelm Brucke


"Os Palácios de Berlim" - Wilhelm Bruck
Pintor alemão (1800-1874)




Música: "Sinfonia n.1" - Brahms 
Johannes Brahms: Compositor alemão (1833-1897)

Filarmônica de Berlim - Condutor Simon Rattle




"Ponte Liebknecht - Berlim" - Wilhelm Bruck









"Avenida Unter den Linden"


"Entre os Lindens" - Wilhelm Bruck


"Sob a Árvore" - Wilhelm Bruck


"Berlim - Sob a Árvore Linden (Tília)"


"Paisagem com Camponeses" - Whilhelm Bruck


"Vista para o Capitólio em Roma" - Wilhelm Bruck



Johann Wilhelm Bruck

"Depois de completar a escola em Stralsund, Wilhelm Bruck se matriculou na Academia Prussiana das Artes , onde estudou com Johann Erdmann Hummel . Com o apoio financeiro de seu professor e uma pequena subvenção, ele foi para Roma em 1829. Ele permaneceu lá por quase cinco anos, produzindo pinturas da paisagens e da arquitetura romana.
Após o seu regresso a Berlim, estabeleceu-se como um artista free-lance e participou regularmente em grandes exposições na Academia.
Ele descobriu seu próprio estilo desde o início de sua carreira e seu trabalho é facilmente reconhecível por seu uso de cores avermelhadas do pôr-do-sol. No entanto, algumas de suas pinturas posteriores são uma reminiscência do trabalho quase fotograficamente realista de Eduard Gaertner. Sua popularidade continuou após sua morte, e seus trabalhos fizeram parte de uma exposição principal no "Jahrhundertausstellung Deutscher Kunst" (Exposição centenária da arte alemão) em 1906."
fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Wilhelm_Br%C3%BCcke




Música: "A Árvore de Tília" ("Der Lindenbaum") - Schubert
Franz Shubert: Compositor austríaco (1797-1808)




16 de maio de 2016

ARTE FRANCESA - ALEXANDRE CABANEL - PINTURAS ACADÊMICAS




PINTURAS ACADÊMICAS FRANCESAS

Alexandre Cabanel



"O Anjo da Noite"


Pintor do Neoclassicismo Acadêmico Francês.
Assim como o artista Jean Léon-Gérôme, seu contemporâneo, Cabanel também retratou personagens históricos, religiosos e mitológicos.


"Fedra" (personagem da Mitologia Grega)


"Fedra" (detalhe)




Música: "Sonata N. 2 em Mi bemol maior" - Devienne
François Devienne: compositor francês (1759-1803)






"Ophelia"


"Ophelia" (detalhe)


"Boniface e Aglaia"


"Sansão e Dalila"

"Eco"


"Pandora"


"Madame Edouart Herve"







"Albayde"






"Condessa de Keller"


"Pandora"


"Pandora" (detalhe)


"Mensagem de Amor"


"Expulsão de Adão e Eva"


"Eva" (detalhe)

"Jesus no Pretório"

"Ninfa e Satiro"





"O Nascimento de Vênus"


"Anjo Caído"




Vídeo-Música: Pinturas de Alexandre Cabanel





Auto-Retratos















Alexandre Cabanel, nasceu em Montpellier, em 1823. Faleceu em Paris, em1889.
Foi um dos principais  representantes do Neoclassicismo Acadêmico

Cabanel dedicou-se a assuntos históricos, mitológicos e religiosos.
Foi também autor de retratos, paisagens e composições decorativas. 
Excelente aquarelista, Cabanel ingressou na École des Beaux Arts, em 1840,  onde foi aluno de Picot. Mais tarde seria nomeado professor dessa famosa escola. Apresentou-se várias vezes no Salon tendo sido premiado com uma medalha de segunda classe em 1852, uma de primeira em 1855 e com a medalha de honra em 1865 e 1867.
Amigo de Napoleão III, recebeu a incumbência de pintar importantes obras para decoração dos palácios imperiais.
Foi um dos mestres dos artistas portugueses António da Silva Porto, João Marques de Oliveira, e dos artistas brasileiros Horácio Hora, Rodolfo Amoedo e Almeida Júnior, em Paris.
fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alexandre_Cabanel